Carregando...
Personalidades no PE

Personalidades no PE: Conheça um pouco da história do volante Baltazar5 minutos de leitura

COMPARTILHE

Por José Carlos Vieira “Lela”

Baltazar Cipriano Machado, ou apenas, Baltazar. O volante se tornou um símbolo de vencedor no futebol amador de Rio Verde.

Nascido em 10 de setembro de 1973, filho de Maria Luiza Machado. A sua esposa é Roberta dos Santos Pereira ( foto) e tem os filhos Thamires Machado, Evellyn Machado, Handressa Santos Teixeira, Wackson Machado, Erika Arruda e Bruno dos Santos Machado.

Baltazar começou jogando nos campos de terra em Goiatuba. Passou pelo juniores do Goiatuba e em 1989 se mudou para Rio Verde. Antes já tinha morado aqui nos anos de 1985 e 1986.

Na juventude foi um garoto brincalhão e que gostava de correr atrás da bola. Fazia seus bicos para ganhar um dinheiro. Trabalhou como servente e chegou a apanhar algodão. Esse dinheirinho era para bancar a Coca Cola. E se sentia muito feliz assim

O esperto Baltazar estreou no futebol de Rio Verde aos 16 anos. No adulto o seu primeiro time foi o Goiás, do saudoso sargento Nazildo, do Bairro Martins.

Mas na verdade o primeiro time do futebol amador foi o Hollywood, do Robledo. Depois jogou pelo Ouroana nos Jogos dos Distritos.

Uma carreira intensa e ele ainda jogou no Amizade do Doutor Erasto, Comigo, Cruzeiro, Marconal, Amizade do Fioodor Ivanof. Foi campeão amador da cidade em 96 e 97 pelo Cruzeiro do Sul e em 98 e 99, jogando pela Comigo.

Time da Comigo de 1999

Baltazar também atuou em algumas equipes amadoras de outras cidades, como Usina de Santa Helena, Montividiu, Liga de Iporá, Turvelândia, Pedrolina de Santa Helena e outros times da região.

No Marconal jogou com Tom, Tita,Pereira, Frei, comandado pelo saudoso Cornélio Alves. Na Usina jogou ao lado de Costinha, Harley, Nego Elton, Wagner (Cavalinho). Tinha poucos jogadores de Rio Verde no time da Usina e ele teve o privilégio de estar entre os craques nesse elenco.

Time do Módulo Esportivo 2016

Jogou com o filho Wackson na Série B de 2016 pelo Módulo Esportivo onde foi campeão e jogou com o Bruno, filho caçula na Série C pelo Independente em 2019. Isso é muito gratificante para ele.

Time do CTG 2017

Na sua trajetória foi campeão Society pelo CTG. Campeão pelo Independente, Botafogo e CTG no terrão do Canaã. Aliás no Terrão do Canaã foi pentacampeão jogando pelo Amizade do Lauro.

Time do Amizade no Terrão do Canaã

Teve um título pelo Independente master. Foi vice campeão pelo Rio Verde master, num time que tinha Tijolo, Gustavo, Serginho Mentira, Frei, Lanean e outras feras experientes.

Time do Rio Verde Master

Um jogo que marcou sua carreira foi a semifinal da Liga de 1998, jogando pela Comigo. No primeiro jogo a Comigo ganhou de 3 a 1 da Usina. No jogo de volta a Usina venceu de 2 a zero. Na decisão por pênaltis a Comigo venceu por 5 a 4. E Baltazar bateu e fez o gol da vitória.

Um talismã. Mas o gol mais bonito de Baltazar foi na final da Copa Antárctica de 1996. Ele jogou pelo Cruzeiro, que venceu a Lagoa do Bauzinho por 3 a 2. Um detalhe marcante: Baltazar fez o terceiro gol de bicicleta em pleno Estádio Mozart Veloso do Carmo!

Time do Amizade no Terrão do Canaã

Entre seus amigos ele cita Pedrinho ( Ciep) e Wagner, o Cavalinho, e com esse são mais de 3 décadas de amizade. Pede desculpas por não citar os outros, pois o espaço é pequeno para lembrar de todos os seus parceiros.

Ele é conhecido por ser o Rei da Pimenta, sempre brincando com seus amigos e os fazendo provar do tempero exagerado!

Time do Independente em 2019

Lembra com saudades que na Comigo jogou co Toninho Xerife, Sérgio Cabeça, Espirro, sendo treinado por Warlen, Hugo e o saudoso Gansão.

No Cruzeiro esteve ao lado de Sapeca,Oscar Alves e o inesquecível Ednaldo. Foi comandado pelo lendário Nenê Preto.

Assim é um pouco da extensa carreira de Baltazar Cipriano Machado, um volante e meia direita diversas vezes campeão no terrão e gramado. Habilidoso, determinado e vencedor.

Atleta de estrela, que hoje só tem tempo de curtir sua esposa Roberta e suas queridas netas Pietra e Helena. Um campeão na vida e no esporte, sendo exemplo para filhos, parentes e amigos.

Ele termina afirmando que só o seu gol de bicicleta no Estádio Mozart Veloso do Carmo já fala pela sua importância no futebol amador de Rio Verde.

Grande Baltazar!


COMPARTILHE
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *