Se confirmar sua participação na Divisão de Acesso, EC Rio Verde poderá não atuar no município

Se confirmar sua participação na Divisão de Acesso, EC Rio Verde poderá não atuar no município

As oito equipes aptas a disputarem o Campeonato Goiano da Divisão de Acesso deste ano, tem até a próxima sexta, dia 14, para confirmarem a participação.

Por enquanto, apenas o Novo Horizonte de Ipameri, já confirmou que não irá disputar a competição, devido a crise do coronavírus.

Em relação ao Esporte Clube Rio Verde, o clube caso confirme, poderá ter dificuldades para atuar no Estádio Mozart Veloso do Carmo.

A diretoria do verdão do sudoeste, terá que se organizar para atender todos os protocolos exigidos, sem contar nas despesas que terá com exames, salários dos funcionários, alimentação e moradia por exemplo.

Estádio Mozart Veloso do Carmo

Para quem não sabe, desde 2019, o Estádio Mozart Veloso do Carmo se encontra interditado. Tanto que os últimos jogos na terceira divisão em casa do Atlético Rioverdense e da Rioverdense foram realizados em Santa Helena de Goiás.

Vale ressaltar que o local não está sobre responsabilidade do município. A prefeitura devolveu o estádio para o estado.

Na verdade, a intenção era que o Velosão fosse doado para a prefeitura, o que não aconteceu, sendo assim, a última alternativa foi devolver para o governo estadual, uma vez que precisaria ser investido muito dinheiro em uma reforma.

Protocolo

Outro fator que pode ir contra os planos dos dirigentes do verdão do sudoeste é quanto a um protocolo de autorização de jogos na cidade. Por enquanto, não está decreto liberando competições em Rio Verde.

Assim como jogos oficiais, os campos públicos também estão fechados e neste quesito, a diretoria do EC Rio Verde terá que se virar para conseguir um local para treinar.

Não é novidade que há questões politicas nesta situação. Embora seja irmão de vereador da base e funcionário do deputado Lissauer Vieira, o presidente do Rio Verde, Wolney Marques tem restrições na atual administração e isso poderá pesar contra ele na busca de parcerias para locais de treinos.

Em 2019, quando o empresário Mauricio da Aliança Esportiva esteve a frente do clube, foi liberado para o time treinasse no Módulo Esportivo, neste caso, o poder público só liberou porque era o Mauricio que estava a frente.

Se não conseguir jogar na cidade?

Como foi comunicado na primeira reunião entre clubes e a FGF, a equipe que não conseguir um documento assinado pelo prefeito liberando a cidade para receber jogos, terá que encaminhar um documento se responsabilizando em atuar em outro município.

Lindenberg Júnior
Idealizador e fundador do Blog do Lindenberg e do PE, Lindenberg é jornalista diplomado, pela Faculdade Objetivo de Rio Verde e, além de trabalhar com o site, é produtor e repórter esportivo do Programa Bola na Mesa, que vai ao ar de segunda a sexta, às 11h30 e, aos sábados, ao meio-dia, na Rádio Morada do Sol FM, de Rio Verde.

1 Comentário em “Se confirmar sua participação na Divisão de Acesso, EC Rio Verde poderá não atuar no município

  1. A destruição total do verdão passa desde o início pelas mãos do então desprestigiado e sem credibilidade nenhuma presidente Ney. Será que os torcedores do verdão, os apaixonados pelo futebol de Rio Verde, seja os mais antigos até os mais novos a imprensa livre, não vão fazer nada pra tirar esse câncer da presidência e deixar que os homens sérios tomem conta do nosso verdão e consiga restabelecer o bom nome de nossa cidade no cenário do futebol goiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.